Projetos Cofinanciados

 

STVgoDigital – Digitalização da cadeia de valor do STV

 (Projeto n.º 46086)

 

Objetivo:

O projeto mobilizador STVgoDigital – Digitalização da cadeia de valor do STV, é um projeto estruturante do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda, que tem o objetivo de englobar um conjunto de iniciativas de I&D de forte carater coletivo e elevado efeito indutor e demonstrador, com o envolvimento central de empresas da fileira Têxtil e Vestuário, e de outros sectores complementares que potenciem a adoção e transição para o novo paradigma da Indústria 4.0. O projeto está, claramente, alinhado com um dos pilares estratégicos do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda – Indústria 4.0 e Digitalização.

Tem como promotor líder a TMG – Tecidos para Vestuário e Decoração, S.A., sob a coordenação técnica do CITEVE, e estrutura-se em 5 PPS (Produtos, Processos e Serviços) técnicos que visam o desenvolvimento de soluções inovadoras em diferentes áreas e um PPS de gestão.

 

Aprovação:

Investimento Despesa elegível Incentivo total
Incentivo Não Reembolsável Taxa de Apoio
6.004.996,06 € 5.991.919,54 € 4.110.261,64 € 4.110.261,64 € 68,60 %

 

Data de início: 01 de julho de 2020

Data de conclusão: 31 de março de 2023

 

Estrutura do Projeto:

PPS 1. ID Têxtil sustentável e circular 4.0
PPS 2. Cadeia de abastecimento 4.0
PPS 3. Ecossistema da moda 4.0
PPS 4. Trabalhador 4.0
PPS 5. Inteligência artificial para a ITV 4.0
PPS 6. Gestão, Divulgação e Exploração dos Resultados do Projeto

 

 

Atividades e Resultados esperados:

O STVgoDigital está organizado em 6 PPS’s (um dos quais de gestão, divulgação e exploração dos resultados) construídos a partir de 7 atividades nucleares das quais resultarão 9 novas soluções.

As principais atividades do projeto são:

  • Promover a transição para a Indústria 4.0 e toda a cadeia de valor, potenciando a digitalização de toda a cadeia de negócio no sentido de aumentar a produtividade e a eficiência da cada empresa e de toda a cadeia de abastecimento tornando-as mais transparentes, ágeis e flexíveis. 
  • Potenciar a transformação digital do STV através do estímulo à adoção de tecnologias inerentes à Indústria 4.0, elevando, assim, a produtividade e a eficiência da cada empresa e de toda a cadeia de fornecimento, tornando o setor português numa referência internacional. 
  • Desenvolver produtos e processos altamente inovadores, com recurso a tecnologias emergentes e de ponta que irão permitir novas experiências aos consumidores e às empresas participantes em cada PPS. 
  • Facilitar o acesso pelas empresas envolvidas a novos mercados/ áreas de negócio ou o reforço dos atuais mercados/ áreas de negócio, tanto a nível nacional como internacional. 

   

Consórcio:

O projeto envolve 23 entidades, 16 empresas e 7 entidades não empresariais do sistema de ID&I
(ENESII).

- TMG - Tecidos para Vestuário e Decoração, S.A.

- A. SAMPAIO & Filhos - Têxteis, S.A.

- Armando da Silva Antunes, S.A.

- Associação C.C.G. / ZGDV - Centro de Computação Gráfica

- Associação Fraunhofer Portugal Research

- CeNTITVC - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes

- Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal – CITEVE

- CONFETIL, S.A.

- Domingos de Sousa & Filhos, S.A.

- ERT Têxtil Portugal, S.A.

- F3M – Information Systems, S.A.

- INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência

- INFOS – Informática e Serviços, S.A.

- INOVAFIL Fiação, S.A.

- Instituto Politécnico de Viana do Castelo

- L.M.A. - Leandro Manuel Araújo, S.A.

- LATINO – Confecções, Lda

- MTEX New Solution, S.A.

- NEADVANCE – Machine Vision, S.A.

- PAFIL – Confecções, Lda

- Têxteis Penedo, S.A.

- TINTEX - Textiles, S.A.

- Universidade da Beira Interior

 

 

Cofinanciado por:

 

 

 


 

 

PAC – Portugal Autocluster for the Future

 (Projeto n.º 046095)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O projeto PAC, liderado pela Simoldes Plásticos, S.A. é um programa mobilizador estritamente alinhado com o plano de ação do Cluster Mobinov – Cluster Automóvel de Portugal. Decompõe-se em 6 PPS que se traduzem no desenvolvimento, teste e demonstração de uma nova geração de tecnologias, processos e produtos que promovam um novo posicionamento do cluster automóvel nas cadeias de valor globais do carro do futuro. As tecnologias a desenvolver centram-se nas áreas de arquiteturas de veículos do futuro, interiores do futuro, estruturas e exteriores do futuro, tecnologias de sensorização e conectividade e tecnologias de produção flexível e digital. Estruturado para uma duração de 36 meses, apresenta um consórcio, formado por 9 entidades empresariais e 12 entidades não empresariais, dotado de competências científicas e tecnológicas capaz de atingir os objetivos propostos, prevendo-se a conquista de uma dimensão e impacto multissectorial e multiregional.

 

O projeto tem como objetivos principais:

PPS1 – Novas arquiteturas de veículos do futuro: Desenvolver, testar e demonstar novos conceitos e novas formas de desenvolvimento e validação de produtos, tendo em conta as tendências do automóvel conectado, elétrico e autónomo.

PPS2 – Interiores do futuro: Desenvolver, testar e demonstrar novos materiais e novos processos em áreas nucleares do cluster automóvel nacional, nomeadamente, seguindo a tendência de thrid living space.

PPS3 – Estruturas e exteriores de futuro: Desenvolver, testar e demonstrar novos materiais e novos processos em áreas nucleares do cluster automóvel nacional, nomeadamente as estruturas.

PPS4 – Tecnologias de sensorização e conectividade: Capacitar a indústria para novas competências na área da conectividade e sensorização.

PPS5 – Tecnologias de produção flexível e digital: Desenvolver, testar e demonstrar novas tecnologias, metodologias e processos para a transformação digital do cluster automóvel nacional, no contexto da indústria 4.0.

PPS6 – Gestão, coordenação e disseminação: Garantir a gestão e coordenação do Projecto PAC, nomeadamente na vertente de gestão técnico-científica, administrativa e financeira e, ainda, de divulgação ampla e demonstração dos resultados.

 

Designação do projeto: PROJETOS DE I&D - PROJETOS INDIVIDUAIS

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-046095

Região de intervenção: Norte, Centro, Lisboa e Alentejo

Data de início: 01-07-2020

Data de conclusão: 30-06-2023

Custo total elegível: 9.999.929,72 €

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER 5.360.527,93 €

 

Cofinanciado por:

 

 

 


 

 

ImpacTEX – Desenvolvimento de Têxteis para vestuário de proteção com propriedades de resistência ao impacto melhoradas

 (Projeto n.º POCI-01-0247-FEDER-070043)

 

Objetivo:

O projeto ImpacTEX visa a incorporação de materiais com propriedades dilatantes, conhecidos pela sua performance na absorção de impacto, em fibras e fios passíveis de serem usados na construção de estruturas e arquiteturas têxteis com resistência ao impacto melhorada, com vista à conceção de vestuário de proteção para atividades desportivas.
Para garantir o sucesso do projeto, foi definido um consórcio multidisciplinar com valências complementares com 3 entidades empresariais - TMG TECIDOS, INOVAFIL, POSSIBLE ANSWER, e 2 entidades ENESII - CITEVE e CENTI que permitem, com base nas suas áreas de competências, garantir as competências necessárias nas várias áreas de desenvolvimento do projeto e dar resposta ao desafio proposto.

 

Aprovação:

Investimento Despesa elegível Incentivo Não Reembolsável Taxa de Apoio
1.091.176,93 € 1.089.176,93 € 731.076,63 € 67,12 %

 

Data de início: 01-03-2021

Data de conclusão: 29-05-2023

 

Estrutura do Projeto:

A1. Gestão do projeto e da IDT
A2. Estudos preliminares e Especificações técnicas
A3. Investigação e Desenvolvimento científico-tecnológico
A4. Desenvolvimento de protótipo
A5. Testes/ensaios de validação
A6. Promoção e disseminação de resultados

 

Atividades e Resultados esperados:

O projeto ImpacTex está organizado em 6 atividades, das quais resultará o desenvolvimento de soluções têxteis com capacidade de absorção de energia de diferentes origens e intensidades, que seja leve, elimine a necessidade de recorrer a acessórios de proteção secundários, direcionado para os desportos motorizados (motociclismo) e que garanta a fluidez dos movimentos do seu utilizador.

 

As principais atividades do projeto são:
A1 - Gestão do Projeto e da IDT;
A2 - Estudos preliminares e Especificações técnicas;
A3 - Investigação e Desenvolvimento cientifico-tecnológico;
A4 - Desenvolvimento de protótipo;
A5 - Testes/ensaios e validação;
A6 - Promoção e disseminação de resultados.

 

 

Consórcio:

 

Cofinanciado por:

 

 

 


 

 

DEVOC – Novos produtos plastificados funcionais, mais verdes e sustentáveis, à base de PVC, e com baixas emissões de compostos orgânicos voláteis (VOCs)

 (Projeto n.º 047056)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O projeto DeVOC visa a otimização, funcionalização e validação de materiais de base PVC com cheiro e emissões reduzidas. O projeto DeVOC propõe-se a desenvolver novos materiais ou otimizar aqueles já existentes no mercado, através de aplicação de metodologias inovadoras, quer ao nível de processo tecnológico, como relativamente à formulação físico-química dos materiais.

 

Designação do projeto: DEVOC – Novos produtos plastificados funcionais, mais verdes e sustentáveis, à base de PVC, e com baixas emissões de compostos orgânicos voláteis (VOCs)

Código do projeto: 047056

Região de intervenção: Norte

Entidade beneficiária: TMG - Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos Para a Indústria Automóvel, S.A.

Data de aprovação: 24-11-2020

Data de início: 01-07-2020

Data de conclusão: 30-06-2023

Custo total elegível: 541.786,05 €

Apoio financeiro da União Europeia: 318.225,53 €

 

 

 


 

 

ECOFOAM – Desenvolvimento de espumas flexíveis de poliuretano de baixo odor para a indústria automóvel

 (Projeto n.º 049287)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O projeto Ecofoam visa o desenvolvimento de novas espumas de Poliuretano com características chave otimizadas, com destaque para o baixo teor de cheiro e emissões de compostos orgânicos voláteis (COV’s), aumento de permeabilidade ao ar e a resistência a envelhecimentos em condições extremas de temperatura, humidade e radiação ultravioleta. Este projeto surge em antecipação à cada vez maior exigência dos clientes existentes ao longo de toda a cadeia de fornecimento da indústria automóvel.

 

Designação do projeto: EcoFoam – desenvolvimento de espumas flexíveis de poliuretano de baixo odor para a indústria automóvel

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-049287

Objetivo principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção: Norte e Centro

Entidade beneficiária: FLEXIPOL - Espumas Sisntéticas, S.A. (Líder), Universidade de Aveiro, TMG - Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos Para a Indústria Automóvel, S.A.

Data de aprovação: 10-11-2020

Data de início: 17-08-2020

Data de conclusão: 30-06-2023

Custo total elegível: 1.520.350,86 €

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER - 927.968,49 €

 

 

 


 

 

BREATHE2SEAT – Pele Artificial respirável para interior automóvel

 (Projeto n.º 006378)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O Projeto demonstrador Breathe2seat visa a otimização e validação do ponto de vista tecnológico e industrial, com vista à utilização comercial , de sistemas de pele artificial de base PVC com propriedades melhoradas de respirabilidade e gestão de humidade desenvolvidas nas atividades de I&D do anterior projeto PT21- Powered Textiles – PPS1-Autosolutions.

 

Designação do projeto: BREATHE2SEAT – Pele artificial respirável para interior de automóvel

Código do projeto: 006378

Região de intervenção: Norte

Entidade beneficiária: TMG - Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos Para a Indústria Automóvel, S.A.

Data de aprovação: 19-11-2015

Data de início: 29-02-2016

Data de conclusão: 30-04-2017

Custo total elegível: 157.189,82 €

Apoio financeiro da União Europeia: 74.123,81 €

 

 

 


 

 

Functional4Care – Funcionalização de Tecidos para Obtenção de Propriedades de Cuidado Fácil

 (Projeto n.º 045329)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O projeto Functional4Care tem como principal objetivo o desenvolvimento de tecidos funcionais com propriedades de cuidado fácil - anti-odor e/ou libertação de fragâncias e capacidades wash-and-wear - com recurso a materiais e processos ecossustentáveis.

 

Designação do projeto: Functional4Care – Funcionalização de Tecidos para Obtenção de Propriedades de Cuidado Fácil

Código do projeto: 045329

Região de intervenção: Norte

Entidade beneficiária: TMG - Tecidos para Vestuário e Decoração, S.A.

Data de aprovação: 05-11-2019

Data de início: 19-11-2019

Data de conclusão: 18-05-2022

Custo total elegível: 730.928,18 €

Apoio financeiro da União Europeia: 446.620,30 €

 

 


 

 

 MGL@2022 – Internacionalização da MGL 2022

 (Projeto n.º 043338)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O presente projeto visa reforçar a competitividade da MGL, enquanto empresa produtora exposta à concorrência internacional, promovendo o aumento da exportação dos seus produtos e incentivando a sua inserção em cadeias de valor internacionais, através do valor acrescentado, ou seja, design e serviços.

 

Designação do projeto: MGL@2022 – Internacionalização da MGL 2022

Código do projeto: 043338

Região de intervenção: Norte

Entidade beneficiária: MGL, Lda

Data de aprovação: 06-08-2019

Data de início: 02-11-2019

Data de conclusão: 01-11-2021

Custo total elegível: 599.409,00 €

Apoio financeiro da União Europeia: 269.734,05 €

 

 

 


 

 

 CleanToShare – Obtenção de pele artificial com melhoria das propriedades de limpeza e com as propriedades de repelência a água, óleo e outros líquidos

 (Projeto n.º 045372)

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

O projeto CleanToShare visa a obtenção de material de pele artificial de base PVC e TPU com propriedades de limpeza melhorada destinada ao interior automóvel (estofos), através da aditivação de formulações de acabamento funcionais, com recurso, mas não limitado, a compostos nanoestruturados.

 

Designação do projeto: PROJETOS DE I&D - PROJETOS INDIVIDUAIS

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-045372

Região de intervenção: Norte

Data de início: 02-06-2020

Data de conclusão: 02-06-2022

Custo total elegível: 549.180,42 €

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER 344.046,30 €

 

 

 

 


 

 

HiSurface – Inclusão de funcionalidades em materiais poliméricos para revestimento de superfícies no interior automóvel

 

A TMG Automotive, com o apoio do COMPETE 2020, investe no desenvolvimento de uma inovadora gama de tecidos plastificados para revestimento do interior automóvel com sistemas de aquecimento e sensorização integrados.

 

Síntese

A evolução tecnológica tem potenciado, cada vez mais, o desenvolvimento e integração de novas funcionalidades nos automóveis. Sobretudo no que diz respeito ao interior automóvel, a integração de novas tecnologias tem contribuído para a mudança do paradigma de interação homem-máquina, com novas funcionalidades de infotainment e utilização de novos materiais funcionais e inteligentes. Em linha com estas novas tendências, a TMG Automotive aposta, com o projeto HiSurface, no desenvolvimento de uma inovadora gama de tecidos plastificados e revestimentos para o interior automóvel, com sistemas de aquecimento e sensorização integrados. Com este objetivo, o projeto integra duas linhas distintas de investigação e desenvolvimento: (i) impressão de circuitos eletrónicos em substratos poliméricos, utilizando tintas condutoras; e (ii) integração de fios condutores em estruturas têxteis plastificadas. O projeto HiSurface apresenta assim um forte carácter de I&D, abrangendo áreas científico-tecnológicas atuais e desafiantes, como a eletrónica impressa e os e-textiles.

 

Para maximizar o impacto, o projeto inclui a construção de protótipos funcionais, demonstrando as novas soluções desenvolvidas. Estes incluem demonstradores de assentos, consolas centrais, inserts e/ou painéis de portas, cuja principal função é a divulgação dos resultados do projeto junto a potenciais clientes, de forma a evidenciar as suas vantagens técnicas e económicas. 

 

Para alcançar os objetivos técnico-científicos propostos, a TMG Automotive associou-se a uma entidade do sistema I&DT, o CeNTI, garantindo a transferência dos desenvolvimentos para ambiente industrial.

 

 

Apoio do COMPETE 2020:

O projeto “HiSurface: Inclusão de funcionalidades em materiais poliméricos para revestimento de superfícies no interior automóvel” é cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, com um investimento elegível de 478 mil euros, correspondendo a um incentivo FEDER de 289 mil euros.

 

 


 

 

Confinseat – Desenvolvimento de Pele Artificial com capacidade de Gestão de Calor


TMG Automotive aposta, com o apoio do COMPETE 2020, no desenvolvimento de soluções inovadoras de pele artificial com capacidade de gestão de calor e conforto melhorado, com vista a dar resposta às tendências atuais crescentes no âmbito do conforto para o utilizador.


Síntese:

O CONFINSEAT visa o desenvolvimento de soluções inovadoras de pele artificial com capacidade de gestão de calor e conforto melhorado com vista a dar resposta às tendências atuais no âmbito do conforto para o utilizador.. 

Elizabete Pinho, Diretora do departamento de I&D da TMG Automotive, esclarece que "a melhoria do conforto proporcionado pelos materiais utilizados no interior automóvel, mais especificamente na zona dos assentos, é um dos maiores enfoques no R&D da empresa” no seguimento das tendências de mercado. Encontrar soluções inovadoras nesta área será uma mais-valia para a TMG Automotive e representará novas oportunidades de negócio.» Elizabete Pinho destacou ainda que “as soluções comerciais atuais são pele natural ou pele artificial, micro ou macro perfuradas, o que limita a estética desta zona sentável dos estofos.» Conclui que «encontrar uma solução que permita maior conforto térmico para o utilizador passa não só pelo desenvolvimento do material, mas também pela definição de quais os métodos de ensaio que traduzem os requisitos da zona sentável nomeadamente ao nível da função pretendida: o conforto, que passa pela permeabilidade, gestão de humidade, gestão de temperatura entre outras.."

Para alcançar os objetivos propostos, estão previstas duas linhas de I&D: Revestimentos com capacidade de dissipação/condução e com capacidade de reflexão de calor de forma a melhorar a gestão do calor superficial na interface entre o utilizador e o estofo, evitando o sobreaquecimento, e a criação e canais estruturais para melhoria do conforto. Adicionalmente será também dada atenção à identificação de tratamentos antimicrobianos para o material desenvolvido e para as camadas complementares (têxteis) com vista à melhoria do desempenho global do material. As linhas de I&D propostas serão implementadas no ciclo produtivo da empresa promotora líder, culminando em protótipos com as funcionalidades ambicionadas cumprindo os exigentes requisitos do setor e as especificações estabelecidas para esta tipologia de produtos. 

No sentido de garantir o sucesso do projeto, foi criado um consórcio com complementaridade de valências constituído por 2 entidades:

  • A empresa promotora líder - TMG Automotive, especializada na produção de plastificados para interior automóvel e detentora de um profundo conhecimento do processo e dos mercados onde estes produtos são comercializados. 
  • O CENTI, entidade do sistema I&I, será o principal dinamizador das tarefas de I&D, assegurando o know-how, as melhores e mais modernas tecnologias na área dos materiais e revestimentos funcionais, garantindo a transferência dos desenvolvimentos para ambiente industrial. 

Com o projeto CONFINSEAT, a empresa pretende consolidar a sua abordagem tecnológica e economia sustentável, ao utilizar e desenvolver materiais e processos com baixo impacto ambiental.


Apoio do COMPETE 2020:

Apoiado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à I&DT, na vertente em co-promoção, o projeto CONFINSEAT envolveu um investimento elegível de 423 mil euros, correspondendo a um incentivo FEDER de 239 mil euros. 

 

 


 

 

 TexBoost – Less Commodities more Specialities

 (Projeto n.º 24523)


 Objetivo:

O projeto mobilizador TexBoost – Less Commodities more Specialities é um projeto estruturante do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda, que tem o objetivo de englobar um conjunto de iniciativas de I&D de forte carater coletivo e elevado efeito indutor e demonstrador, com o envolvimento central de empresas da fileira Têxtil e Vestuário, mas também de outros sectores da economia complementares.

Tem como promotor líder a RIOPELE, sob a coordenação técnica do CITEVE, e estrutura-se em 5 PPS (Produtos, Processos e Serviços) técnicos que visam o desenvolvimento de soluções inovadoras em diferentes áreas e um PPS de gestão.


Aprovação:

Investimento

Despesa elegível

Incentivo total

Incentivo Não Reembolsável

Taxa de Apoio

9.265. 355,02 €

9.230. 094,09 €

6.363. 060,18 €

6.363. 060,18 €

68,94 %


Data de início: 01 de julho 2017

Data de fim: 30 de junho de 2020


Estrutura do Projeto:

Atividades e Resultados esperados:

O TexBoost está organizado em 6 PPS’s (um dos quais de gestão, divulgação e exploração dos resultados) construídos a partir de 50 atividades nucleares das quais resultarão 17 novas soluções.

As principais atividades do projeto são:

  • Desenvolver uma nova geração de soluções têxteis, em que o seu grau de inovação é radical face aos produtos existentes (análise do Estado da Arte), incluindo a geração de novos conhecimentos científicos.
  • Desenvolver produtos e processos altamente inovadores, com recurso a tecnologias emergentes e de ponta que irão permitir novas experiências aos consumidores e às empresas participantes em cada PPS.
  • Facilitar o acesso pelas empresas envolvidas a novos mercados/ áreas de negócio ou o reforço dos atuais mercados/ áreas de negócio, tanto a nível nacional como internacional.

Consórcio:

- RIOPELE Têxteis, S.A.

- Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal

- Associação C.C.G. / ZGDV - Centro de Computação Gráfica

- P & R - Têxteis, S.A.

- L.M.A. - Leandro Manuel Araújo, S.A.

- PLUX – Wireless Biosignals, S.A.

- INESC-TEC

- PAFIL - Confecções, Lda

- Fitexar - Fibras Têxteis Artificiais, S.A.

- Têxtil António Falcão, S.A.

- A. SAMPAIO & Filhos - Têxteis, S.A.

- TINAMAR - Tinturaria Têxtil, S.A.

- Polisport Plásticos, S.A.

- ERT Têxtil Portugal, S.A.

- CeNTITVC - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes

- ONWORK Technical and Functional Wear, Lda

- Leandro Magalhães de Araújo (Filhos), Lda

- Possible Answer, S.A.

- ICETA - Instituto de Ciências, Tecnologias e Agroambiente da Universidade do Porto

- Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

- Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

- Faculdade de Desporto da Universidade do Porto

- FITECOM - Comercialização e Industrialização Têxtil, S.A.

- F.D.G. - Fiação da Graça, S.A.

- Universidade da Beira Interior

- COLTEC - Neves & Companhia, Lda

- TMG - Tecidos para Vestuário e Decoração, S.A.

- INEGI - Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial

- SIMOLDES - Plásticos, S.A.

- BORGSTENA Textile Portugal, Unipessoal Lda

- Instituto de Telecomunicações

- Armando da Silva Antunes, S.A.

- FILASA - Fiação Armando da Silva Antunes, S.A.

- DAMEL - Confecção de Vestuário, Lda

- Associação Fraunhofer Portugal Research

- SEDACOR - Sociedade Exportadora de Artigos de Cortiça, Lda

- TINTEX - Textiles, S.A.

- Têxteis Penedo, S.A.

- SOMELOS Tecidos, S.A.

- Universidade do Minho

- Oldtrading, S.A.

- Universidade Católica Portuguesa

- C.T.I.C. - Centro Tecnológico das Industrias do Couro


Share & print